São Gonçalo, sábado, 23 de julho de 2016. Poderia ser mais um dia de oficina e capacitação para a Articuladora Regional da Campanha Bola na Rede – Renas, Jovani Nascimento. Mas, ao reunir toda a família e 27 adolescentes no Sítio Aliança, espaço da Missão Cristã para as Nações, a qual pertence, Jovani pode experimentar o sentimento de gratidão ao ver os adolescentes, sendo participantes de todo o trabalho que vem sendo realizado.

“Aplicar esse treinamento, hoje, pra mim é algo muito bom, prazeroso. Traz muita alegria. Um treinamento em que eu pude expressar minha alegria e ver os adolescentes em processo de discussão entre eles. É uma satisfação de ver esse trabalho se concretizando no dia de hoje.” – confessou Jovani, que ainda pode ter toda família reunida e participante ativa no encontro. “É um sentimento de gratidão. No processo de treinamento da Campanha Bola na Rede, com o Claves no Rio de Janeiro, minha filha Verena e minha irmã Josane participaram. Por isso, hoje elas aplicaram essas oficinas junto comigo. Só tenho gratidão, de poder ver se cumprindo dentro da minha casa, da minha família, pra depois ver isso ir pro mundo todo.”

O grupo que participou da capacitação estará nas ruas durante os jogos. Durante a tarde de sábado, puderam discutir e aprender sobre assuntos que desconheciam em sua totalidade.

“Hoje pude entender melhor a nossa parte em relação ao respeito com as crianças e adolescentes.” – disse Raquel Barbosa, 18 anos.

Ellen Sara, de 16 anos, mora em São Paulo e viajou para participar da oficina: “É muito importante dar a real importância para as crianças e adolescentes, porque muitas vezes ninguém nos percebe.”

“Várias crianças passam problemas e não conseguem ser ouvidas. Vimos que vários adultos podem causar esses problemas, porque também já sofreram com eles. Isso vai passando de geração em geração. Hoje, pra mim, foi muito importante. De certa forma, no fundo no fundo a gente já sabe o que é um mau trato e, acaba praticando sem querer. A gente sabe quando está magoando a outra pessoa. Isso foi bem esclarecedor, pra mim.” – explicou César Júnior, 18 anos.

A equipe se sente preparada paras os desafios que encontrarão nas ruas. Além da parte teórica da oficina, o grupo participou do treinamento da Campanha de Vacinação Um trato pelos bons tratos e duas oficinas: malabares, com Simone Britto e pintura facial, com Cristiane de Souza.

“Estou preparadíssima, muito animada e empolgada. Mas, estou consciente e sabendo que o que eu sonhei e planejei é pouco diante do que Deus vai fazer durante os jogos.” – finalizou Jovani.