Em clima de compromisso com a missão, as representantes das campanhas Bola na Rede e It´s a Penalty firmaram uma parceria para distribuição de material de conscientização sobre a exploração de crianças e adolescentes durante os jogos do Rio de Janeiro. A reunião, que aconteceu no último dia 21, na cidade olímpica, foi conduzida pela articuladora da campanha Bola na Rede no Rio de Janeiro-Renas, Jovani do Nascimento. Também contou com a participação de Viviane Tinoco, coordenadora executiva do CADI Maré e Maria Lúcia, membros do comitê Bola na Rede-Rio e de Giselle Barboza, gerente de comunicação do It´s a Penalty.

A parceria fechada está centrada na “distribuição de uma pulseira e um cartão com informações em inglês para divulgação dos mecanismos de proteção do país sede, no caso do Brasil são o Disque 100 e o aplicativo Proteja Brasil.” – explica Giselle Barboza.

Giselle ainda discursou sobre outras parcerias firmadas, como o Ministério dos Direitos Humanos, em Brasília, a Unicef e 10 companhias aéreas para divulgação do vídeo da campanha durante voos e informações nas revistas de bordo. Mas, ressaltou que o Bola na Rede é o projeto mais bem estruturado na mobilização e conscientização dos que circulam nos grandes eventos do país. “Vocês estão bem avançados neste sentido.” – afirmou.

A articuladora regional do Bola na Rede expôs o trabalho que o comitê está desenvolvendo em mapear os melhores pontos de concentração. Como os acessos a Vila Olímpica serão restritos aos portadores de ingressos, a abordagem através da Campanha de Vacinação – Um trato pelos bons tratos e da distribuição no material It´s a Penalty, devem acontecer nos Live Sites, locais estruturados para transmissões ao vivo por telões. “O comitê tem pensado nas questões de acesso. Principalmente visando o protagonismo de crianças e adolescentes, que é o nosso objetivo.” – explica Jovani.

Como forma de exemplificar a Campanha de Vacinação e garantir mais um adulto vacinado pelos bons tratos de crianças e adolescentes, Jovani vacinou Giselle utilizando a metodologia Claves Brasil: através de uma bala, símbolo da vacina e da doçura no trato com as crianças e com a assinatura do Cartão de Vacinação. A articuladora enfatizou, durante a aplicação da vacina, que uma pessoa que nunca cometeu maus tratos contra uma criança ou adolescente, com a vacinação está mais informada sobre os mecanismos de proteção.

Como próximo passo, a equipe Bola na Rede está empenhada na produção do material para as igrejas e organizações que participarão das estratégias durante os jogos olímpicos e paraolímpicos. “Estamos trabalhando para que tudo esteja pronto em julho.” – finaliza Jovani Nascimento.