Buracos nas rodovias te incomodam?

Em tempo de férias, eventos esportivos, viagens de trabalho, milhares de brasileiros circulam pelas rodovias federais de nosso grande Brasil.

Você sabia que existem 1.969 pontos vulneráveis¹ a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais? Infelizmente estes deveriam ser os incômodos para nos preocupar.

Esses dados compõe o Projeto Mapear, que desenvolveu uma metodologia que permite identificar os principais tipos de estabelecimento propícios ou em situação de denúncia por exploração sexual. Os dados também são cruzados com a situação socioeconômica de alguns estados e seus municípios, mostrando pontos críticos. Todos esses dados tem como objetivo buscar a proteção, intervenção adequada e repressão de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes.

A maioria dos pontos estão nas regiões urbanas, muitos ‘pontos migraram’ após maior fiscalização, e alguns estão relacionados a trafico de drogas e prostituição. Os principais estabelecimentos são: pontos de alimentação, postos de combustível, comércios, ponto de hospedagem, residência, comércio informal, obras de arte, (des)carga de mercadorias, posto fiscal.

Por que esse dados são preocupantes?

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Eventos, turistas do mundo inteiro visitaram cidades brasileiras durant

exploração sexual

e a Copa. Vieram ao Brasil 1 milhão de pessoas, que foram a mais de 490 destinos. Espera-se em 2016, durante as Olimpíadas, 350 mil turistas somente no Rio de Janeiro. O evento também terá jogos Manaus, Belo Horizonte, Salvador e São Paulo.Cabe destacar que o Brasil já recebe 6 milhões de turistas ao ano.

O diretor de Relações Institucionais do Comitê Rio 2016, embaixador Agemar Sanctos, ponderou que, apesar de representar grande oportunidade para o País, os Jogos Olímpicos envolvem naturalmente riscos. O Brasil já é uma das rotas preferenciais do turismo direcionado à exploração de crianças e adolescentes no mundo.² Desta forma é cada vez mais urgente o combate a exploração sexual.

A denúncia, prevenção e proteção são vias importantes que a Campanha Bola na Rede busca no enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo. É importante que a igreja esteja atenta, dialogue e vá as ruas. Não feche os olhos ao suspeitar!

Em 2014, durante da Copa da FIFA, obtivemos importantes resultados. Segundo o coordenador da Proteção à Infância do Ministério do Turismo, Adelino Silva Neto “o aumento no número de denúncias sobre exploração sexual (mais de 3 mil durante a Copa do Mundo de 2014), por meio do Disque 100, não significa necessariamente o aumento de casos, e sim da sensibilização das pessoas sobre a existência desse crime.” A luta precisa continuar!

 

Saiba Mais: images-1

   Projeto Mapear

   Projeto Na Mão Certa (materiais para caminhoneiros)

    Fontes:
   1- Polícia Rodoviária Federal, Dados de 2014.
   2 – http://www2.camara.leg.br